Desceram médias de Português e Matemática nos exames nacionais

Das 22 disciplinas sujeitas a exame nacional, História foi aquela que registou a média mais baixa: 9,5

As notas das disciplinas de Português e de Matemática desceram na primeira fase dos exames nacionais do ensino secundário face ao ano passado, registando médias de 11 e de 10,9. Segundo dados do Ministério da Educação, português registou uma média de 11 (no ano passado fora de 11,1) e matemática passou para 10,9 (em 2017 a média fora de 11,5).

No sentido contrário, a média do exame nacional do ensino secundário a Física e Química subiu em relação ao ano passado de 9,9 para 10,6.

O exame de Biologia e Geologia também subiu de média, passando de 10,3 para 10,9 valores. O mesmo aconteceu com Filosofia e Geografia, que passaram, respetivamente, de 10,7 para 11,1 e de 11 para 11,6.

Das 22 disciplinas sujeitas a exame nacional, História foi aquela que registou a média mais baixa: 9,5. Este valor representa uma descida face aos 10,3 de 2017.

O exame de alemão teve uma média de 14,1 e o de espanhol de 14, enquanto o de francês teve média de 12 e o de inglês de 11,3. O Latim chegou aos 12,1. O exame de alemão foi inclusivamente aquele que registou a melhor média, entre os 22.

O Ministério da Educação congratula-se, em comunicado, de as médias das classificações dos vários exames relativos aos alunos internos serem todas iguais ou superiores a 9,5 pontos.

A disciplina que registou um maior número de provas realizadas foi a de Português, com 74.390 provas, logo seguida por Matemática A, com 45.433 provas, Biologia e Geologia, com 44.637 provas, e Física e Química A, com 43.834 provas.

No total, 324.600 provas foram realizadas, menos 7.761 do que em 2017.

As provas foram feitas em 641 escolas portuguesas e foram vigiadas por cerca de 10.000 professores.

A classificá-las estiveram 7.684 professores.