TSF

Ribeiro e Castro admite que CDS está numa situação muito frágil

TSF09h00 — 08 Outubro 2019

O antigo presidente do CDS, Ribeiro e Castro, admitiu que o resultado de Nuno Melo nas eleições europeias destruiu o encanto e que o partido está numa situação muito frágil, que não tem sequer comparação com os anos em que o CDS era conhecido como o partido do táxi por ter apenas quatro deputados. Nessa época, havia o rolo compressor chamado cavaquismo.