Dinheiro Vivo/TSF

As operadoras têm "dificuldade em aceitar as regras da concorrência"

Rosália Amorim (Dinheiro Vivo) e Hugo Neutel (TSF)10h11 — 16 Novembro 2020

O presidente da Anacom, Cadete de Matos, afiança que "não há ilegalidade no leilão de 5G" e que "o prazo vai ser cumprido". Defende ainda que "no 5G, o país não pode estar refém de nenhuma empresa".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG