Dinheiro Vivo

"Não beneficiaria ninguém" limitar os cartões-refeição a alimentos

Ana Margarida Pinheiro, Dinheiro Vivo12h25 — 20 Janeiro 2020

Cerca de 1,2 milhões de portugueses recebem o subsídio de almoço em cartão de refeição. Falta de regulador dificulta uniformização de regras, admite a Sodexo, que tem acordo com 50 mil estabelecimentos. Nelson Lopes, CEO da Sodexo Portugal, garante que "não faz parte da intenção da Sodexo defender nem promover a separação dos produtos que podem ser comprados com cartão de refeição, por exemplo, num supermercado".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG