Diário de Notícias

Primeira-ministra da Dinamarca chora e pede desculpa pela crise dos visons

Diário de Notícias18h01 — 26 Novembro 2020

A enxugar as lágrimas, a primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, pediu desculpas nesta quinta-feira pela gestão da crise com os visons (ou martas) no país, depois de uma mutação do novo coronavírus encontrada em quintas de criação ter motivado o governo a decretar o abate de milhões de visons. A chefe do governo visitou uma dessas quintas, no município de Kolding, cujos animais foram sacrificados apesar de estarem saudáveis, embora mais tarde tenha sido determinado que o governo não tinha o direito legal de o fazer. E após a visita, em declarações aos jornalistas, não escondeu a emoção. "Não tenho problemas em pedir desculpa pelo curso dos acontecimentos, porque de facto erros foram cometidos", disse Frederiksen à emissora TV2.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG