Passadeiras arco-íris de Paris afinal vão ficar

Ana Meireles16h14 — 28 Junho 2018

Decoração tinha sido feita apenas para a Marcha do Orgulho LGBT do próximo sábado. Decisão foi da presidente da câmara.

As passadeiras arco-íris pintadas nas ruas de Marais para celebrar a a Marcha do Orgulho LGBT que se realiza no próximo sábado não serão retiradas depois do evento, mas sim ficar em permanência e tornar-se parte da paisagem deste bairro de Paris.

A decisão foi anunciada pela presidente da Câmara de Paris, Anne Hidalgo, depois de uma destas passadeiras ter sido vandalizada com um graffiti homofóbico, que dizia "LGBT fora de França".

"Hoje estou a tomar esta decisão simbólica: vamos tornar permanentes as passadeiras arco-íris que instalámos no Marais", declarou Hidalgo, acrescentando que esta decisão dará "um sinal positivo" e será uma "mensagem de boas-vindas" aos visitantes do bairro.

Além das passadeiras já pintadas para a marcha de sábado, outras duas serão decoradas de forma permanente com as cores do arco-íris.

A autarca voltou ao assunto através do Twitter, escrevendo o seguinte: "Paris é uma cidade de refúgio que segue os valores republicanos da liberdade, igualdade e fraternidade. De forma a que estes valores sejam recordados para sempre, as passadeiras arco-íris criada para Marcha do Orgulho Gay serão permanentes!"