Jean-Claude Juncker chora na despedida

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, emocionou-se hoje no final da última cimeira do seu mandato ao dizer que ficará orgulhoso "até ao fim da vida"de ter servido a Europa. "Ficarei orgulhoso até ao fim da minha vida de ter podido servir a Europa, obrigado", disse, com a voz embargada e visivelmente emocionado, numa declaração em que também se referiu ao trabalho dos jornalistas, sendo que alguns deles o acompanham "desde há séculos". Apesar de o seu mandato terminar oficialmente no próximo dia 31 de outubro, a 'Comissão Juncker' deverá continuar em funções mais um mês, por dificuldades de Ursula von der Leyen em formar a sua equipa, depois de o Parlamento Europeu ter rejeitado três comissários indigitados: da França, da Hungria e da Roménia.