Terrorismo

Primeira-ministra da Nova Zelândia condena atentado em mesquita de Christchurch

A primeira-ministra da Nova Zelândia assegura que os valores do país não serão afetados pelo ataque terrorista que esta sexta-feira ceifou pelo menos 49 vidas em Christchurch e que foi transmitido em direto por um dos atacantes extremistas. Jacinda Ardern diz que estes "não têm lugar" nem na Nova Zelândia nem no mundo.