Espionagem

"Ataque sónico" à embaixada dos EUA em Cuba foi feito por grilos

Investigadores das universidades de Berkeley e Lincoln publicaram um estudo das gravações captadas em 2017 pelos diplomatas norte-americanos afetados por náuseas e alucinações em Cuba. Os autores dizem que o som é de grilos de cauda curta e que não pode ter sido responsável pelo mal-estar dos trabalhadores.