Técnico da França vira nome de estação de metro em Paris por um dia

Metro parisiense alterou o nome de seis estações em homenagem ao título na Rússia.

A rede de transportes públicos de Paris celebrou esta segunda-feira a vitória da França frente à Croácia, na final do Mundial 2018, rebatizando seis estações do metro da cidade em honra dos jogadores franceses e do selecionador, Didier Deschamps.

A estação Champs Elysées-Clémenceau passou a ser designada de Deschamps Elysées-Clémenceau, um jogo de palavras dedicado ao selecionador francês, que conquistou a competição em 1998, como jogador, e repetiu o feito no domingo, como treinador.

Ao selecionador dos 'bleus' foi também dedicada a estação de Notre-Dame des Champs, que foi rebatizada de Notre Didier Deschamps apenas durante o a segunda-feira.

A estação de Charles de Gaulle-Étoile passou a On a 2 Étoiles (Nós temos duas estrelas), em homenagem ao segundo Campeonato do Mundo conquistado pela França, sendo que também a de Victor Hugo foi renomeada de Victor Hugo Lloris, em honra do guarda-redes do Tottenham Hugo Lloris, o capitão da seleção francesa.

A companhia de transportes públicos francesa alterou ainda o nome da estação de Avron para Nous Avron Gagné (Nós ganhámos) e a de Bercy para Bercy les Bleus, cuja leitura evoca o termo "Merci" (Obrigado).

Os campeões do Mundo chegam hoje à capital francesa, onde festejarão com os adeptos nos Campos Elísios, num autocarro pertencente à empresa de transportes públicos de Paris, antes de serem recebidos pelo presidente do país, Emmanuel Macron.

A França sagrou-se campeã do Mundo de futebol pela segunda vez no domingo, ao bater a Croácia por 4-2, em jogo realizado em Moscovo, no Estádio Luzhniki.