Croácia antecipa "Brexit" e decide o Mundial com a França

Vitória por 2-1 no prolongamento retira a Inglaterra do Mundial e coloca pela primeira vez os croatas na decisão. O agora companheiro de Cristiano Ronaldo na Juventus, Mandzukic, foi o autor do golo decisivo.

No terceiro prolongamento em outros tantos jogos após a fase de grupos, a Croácia não precisou do desempate através de grandes penalidades para levar de vencida os ingleses, que até começaram a ganhar, graças a um golo de Trippier, aos cinco minutos.

Perisic empatou a contenda, aos 68 minutos, forçando o terceiro prolongamento dos croatas e o segundo dos ingleses, que venceram a Colômbia nos penáltis, nos 'oitavos', antes de eliminarem a Suécia, e aí Mandzukic decidiu o jogo, aos 109.

Os croatas vão disputar a primeira final da sua história, superando desde já o anterior melhor registo em Mundiais, o quarto lugar em 1998, enquanto os ingleses falharam a segunda presença, depois de terem vencido em casa em 1966.

Gareth Southgate colocou em campo os mesmos 11 jogadores que ganharam à Suécia nos 'quartos', enquanto Dalic mudou apenas uma peça em relação ao jogo com a Rússia, retirando Kramaric para um médio mais defensivo, Brozovic.

O jogo começou praticamente com o primeiro golo, quando, aos cinco minutos, Trippier cobrou de forma exemplar um livre direto em posição frontal para adiantar os ingleses, que marcavam o 12.º golo na prova, metade deles pelo capitão e melhor marcador do torneio, Harry Kane.

A formação inglesa acabou por estar melhor na primeira parte, que teve poucas oportunidades, com os croatas a reagirem a espaços, como num remate perigoso de Perisic, aos 19.

No segundo tempo, os croatas regressaram melhor do intervalo e tomaram conta do jogo, aproximando-se da baliza de Pickford e expondo as fraquezas defensivas dos ingleses.

O golo dos croatas veio aos 68, quando Perisic respondeu com o pé esquerdo a um cruzamento de Vrsaljko, levando a protestos dos ingleses por possível pé em riste do extremo croata sobre o defesa Kyle Walker, que se fez ao lance de cabeça.

Aos 72, foi o mesmo Perisic atirar ao poste, depois de tirar da frente um defesa, e os croatas viviam o melhor momento do jogo, ainda que o resultado não se alterasse até ao fim do tempo regulamentar.

Na primeira parte do prolongamento, o único lance digno de registo foi a defesa de Pickford a um remate de Mandzukic, a evitar um golo certo, com ambas as equipas desgastadas.

Na etapa complementar do tempo extra, Mandzuki converteu-se em 'herói' aos 109, fazendo o 2-1 depois de uma recuperação de bola perto da área inglesa, com Perisic a assistir, de cabeça, o avançado da Juventus.

Gareth Southgate respondeu e colocou o avançado Vardyno lugar do defesa KyleWalker, enquanto ZlatkoDalic respondeu ao colocar o defesa Corlukano lugar de Mandzukic.

Mais tarde, Trippier saiu lesionado e deixou os ingleses a jogar com 10 para os minutos finais, mas o resultado não voltou a alterar-se e a Croácia vai encontrar a França no domingo para disputarem o título de campeão do mundo, sucedendo à Alemanha, com a Inglaterra a disputar com a Bélgica o último lugar do pódio, no sábado.