Irão autorizou a entrada de mulheres num estádio de futebol

Proibição está em vigor desde a revolução islâmica de 1979.

Quarta-feira foi um dia histórico para as iranianas: o governo permitiu pela primeira vez desde a revolução islâmica de 1979 a entrada de mulheres num estádio de futebol.

Motivo: assistirem à transmissão num ecrã gigante no Estádio Azidi, em Teerão, do encontro entre Irão e Espanha.

A agência de notícias iraniana ISNA informou que esta autorização foi válida apenas para este jogo, mas ativistas iranianas esperam que este tenha sido o primeiro passo para o levantamento definitivo desta proibição.

"Se tudo correr bem, isto pode ser um prelúdio para a suspensão definitiva e total dessa regra. Esperemos que seja possível ver o Irão-Portugal, no mesmo estádio, num ambiente familiar que misture homens, mulheres e crianças", disse à ISNA a deputada Tayebeh Siavoshi, citada pela AFP.

Na Rússia, a presença de iranianas nas bancadas tem sido notada, como em São Petersburgo, ao levaram cartazes a apelar ao fim desta proibição.