Música

Algoritmo gera polémica por completar sinfonia inacabada de Schubert

A Huawei criou um algoritmo com a ajuda de inteligência artificial para completar a oitava sinfonia de Schubert. O software analisou as características dos diferentes andamentos da obra composta em 1822, uma orquestra em Londres testou o resultado, mas muitos compositores criticam o que chamam de uma nova tentativa de substituir mente e criatividade humana.